publicado por Otto | Quinta-feira, 06 Outubro , 2011, 20:17

Saudações parcos seguidores deste parco blog! (Nem para mim sou bom!)

 

Hoje irei falar-vos de uma experiência que tive na Terça-Feira passada....uma ida ao Bingo!

 

 

Confesso que estava meio relutante em entrar naquele antro, jogo onde se deve gastar mais do que se perde, sem muito para ver....enfim, o entusiasmo não era uma cena que estivesse a assistir! No entanto lá se foi....

 

A entrada na sala do Bingo dá-se com o maior ar de ilegalidade, pessoas a olharem para nós de ar suspeito e um funcionário que nos abre a porta como se fossemos entragar numa Meca da droga!

 

Entramos....a mesa livre ao canto era o espaço ideal para o quarteto onde estava inserido! Longe dos olhares dos demais...sossegado...

 

É incrível a seriedade que o espaço tem, não há grandes olhares de euforia e o ambiente é muito tenso....pesado...sombrio! E eu ainda sem perceber o interesse daquilo....

 

Vem o empregado, compro uma "ficha"....começa o jogo...QUE JINETES DO CARAÇAS! Os números a sairem, tudo ao lado que uma pessoa tem....por momentos pensa que vai fazer Linha, que também dá prémio, e há um ca....um senhor, que grita LINHA....Segue o jogo para Bingo, uma pessoa entusiasma-se a ver os seus números sair, por momentos pensa que pode ganhar...Mas alguém grita BINGO...ui que jinetes. E este processo repetiu-se durante as quatro jogadas que fiz...

 

E com o parágrafo anterior quero dizer o quê? Que o Bingo até pode ser emocionante durante....30 segundos, mas na sua esmagadora maioria é uma experiência frustrante e onde se vê o dinheiro a voar fora do bolso! Mas vão lá uma noite verem a frustração por vocês próprios!

 

A todos, um bem haja

 

sinto-me: Santa preguiça....

publicado por Otto | Segunda-feira, 27 Dezembro , 2010, 12:00

Saudações a todos! Ora bem, cá estou para falar de mais uma interessante experiência, fotografar um casamento!

 

Aconteceu recentemente e tive o prazer de não ter "trabalhado" para estranhos, mas sim para amigos, o que deu mais valor à já de si enriquecedora experiência.

 

Ora bem, se pensam que fotografar um casamento é fácil, enganam-se! Não é só apontar e disparar! Antes de mais é fundamental certificarem-se que a máquina tem pilhas/bateria o suficiente. Para meu azar, as pilhas esgotavam sempre em momentos chave e a máquina lá se desligava (como por exemplo quando a noiva vinha para o "altar")....mas tem piada que ao inicio do dia trocar as pilhas à máquina era um processo demorado mas à medida que o dia ia avançando desenvolvi toda uma técnica de troca de pilha que jasus....senti-me quase a Lara Crof a carregar as suas armas(ok, comparar-me com uma mulher não é o mais lisonjeiro mas foi o que me ocorreu...ah ricos tempos em que a Playstation funcionava).

 

Outra coisa fundamental e em que falhei um bocado é no facto do fotografo se ter de impor. Primeiro, com o noivo, não tive tanta iniciativa como seria de desejar, para fazer a sessão fotográfica, eu estava ainda meio intimidado (ainda que toda a gente tenha sido 5*) e o noivo estava nervoso....parece que se ia casar!!!! E durante o dia, procurava mais as pessoas em pose do que pedia para posarem....Assim a tarefa fica dificultada! Mas numa próxima ocasião creio que este aspecto correrá melhor!

 

Um aspecto também muito importante é o posicionamento....e tive ai algumas falhas. Quanto estavam a atirar arroz aos noivos por exemplo, fiquei nas suas costas, em vez de estar à frente deles, e a situação foi recorrente, posicionando-me no sitio errado várias vezes! Isso acabou por resultar em muitas fotografias de costas das pessoas....quase que podia fazer uma exposição com elas "As costas de alguém....", mas pronto! Mais um aspecto que com o tempo vai ao sitio....Ainda que não vá ter assim tantos casamentos para fotografar, mas tudo bem.

 

Depois houve as habituais fotos desfocadas, mas pronto, acho que não foram assim tantas! Mas dado que fotografei com a máquina em modo Manual, diria que no geral e maus enquadramentos à parte, as fotos não ficaram nenhuma tragédia, há fotos más é verdade, mas também as há de bom nível!

 

No geral, a experiência correu melhor do que eu previa! Para primeira vez, creio que o desempenho foi aceitável!

 

Termino, deixando-vos algumas fotos:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E pronto, para fechar, posso dizer que me senti quase mais paparazzo do que fotografo legal....Estranho, mas verdade! Espero que numa próxima ocasião os erros desta primeira vez sirvam para melhorar a performance!

 

A todos, um bem haja

 

 

 

PS: Deixo um sincero obrigado aos noivos pelo convite! Para eles, desejo todas as felicidades!

 

 

 

 

música: Better Man - Pearl Jam
sinto-me:

publicado por Hans | Segunda-feira, 29 Novembro , 2010, 00:08

 

 

No fim de semana passado fui fazer uma coisa que já á muito me tinha suscitado curiosidade: o paintball…

 

Para uma pessoa que nunca foi à tropa é a coisa mais parecida que pode fazer… Todo eu era roupa naquele dia… Era várias camadas de roupa numa tentativa de me proteger das balas ‘mortais’.

 

Chegado ao local da ‘matança’ temos todo um briefing digno de um Call of Duty ou algo do género… Qual tutorial, em que nos explicam as regras básicas e os procedimentos a ter dentro e fora de jogo.

 

Para iniciar o jogo é necessário vestir uma indumentária própria… Indumentária essa que não me servia de todo… Os macacões não foram pensados para bacelos de 1.91m e com o peso a rondar os 100 kg. Uma aventura para me conseguir enfiar num daqueles fatos de tamanho (segundo a etiqueta) XL, sendo que no final desisti e fui mesmo com a minha roupa. Mas não me preocupei muito porque disseram durante o briefing que a tinta é de fácil remoção e com um pouco de água sai logo.

Para além dos macacões para nos proteger da tinta éramos obrigados a utilizar um colete (à prova de balas lol) para nos proteger do embate das balas no corpo, mas eu já me tinha precavifo com um grande kispo e pouco ou nada fazia o colete. Colete esse que era igualmente pequeno, mas lá o consegui vestir.

A seguir tínhamos de vestir um colete da cor correspondente à nossa equipa, no meu caso Vermelho. Por fim em termos de vestuário colocamos uma espécie de colar para proteger o pescoço, coisa que não usei porque não havia suficientes, mas o meu casaco era grande suficiente e protegia o pescoço.

Agora pensam… “Deves ter-te sentido um guerreiro a preparar para um raid” afirmação à qual respondo… NÃO. Sentia-me mais próximo de um chouriço do que um possante guerreiro com aquela roupa toda que mal me podia mexer…

 

Após tudo verificado e validado com a roupa lá nos deram os marcadores (nome técnico dado lá as pistolas).

 

Ficou combinado fazermos 3 tipos de jogos: Caça à bandeira, Protege o capitão e Equipa vs Equipa

 

Lá nos posicionamos nas nossas posições e soa-se um apito, é o inicio do jogo. Lá começo a correr que nem um desalmado para trás de uma árvore (que diga-se de passagem que era as únicas coisas nas quais nos podíamos esconder) e começa os disparos… Tenho a dizer que é uma sensação de adrenalina até quando se sente que estão a disparar contra nós e a ver as balas explodirem contra a árvore e a tinta toda a saltar… Nesse jogo conseguiu ‘matar’ dois e foi as únicas baixas que fiz em todo o resto da manhã… LOL

 

Morri bastantes vezes e digo-vos que as balas doem para caraças… Especialmente aquelas que não explodem…. Lembram-se daquelas protecções para o pescoço que vos falei que eu não usei por causa do casaco tapar? Pois bem… Fui atingido no pescoço e foi directo à pele, nem o casaco me safou e foi logo com uma daquelas que não rebentou, soltou-se um palavrão naquele momento confesso… DÓI, catano!

 

Para primeira incursão nesta actividade acho que não me saí mal, a repetir… Espero é que seja num sítio com melhores esconderijos já que as árvores ali eram um pouco pequenas para um matulão como eu… Ficava tipo gato escondido com rabo de fora!

 

No final foi uma manhã bem passada, recomendo!

 

 

Um bem haja a todos!

sinto-me:

publicado por Otto | Domingo, 15 Agosto , 2010, 23:46

 

Hoje irei falar-vos de uma experiência que tive ontem...Um jantar num restaurante Japonês! Mais uma vez, tal como estreia num restaurante Chinês, o Hans esteve presente e já era um elemente com rodagem neste tipo de cozinha!

 

Ora bem, comecemos pelo Sushi que é supra-sumo desta cozinha, pelo menos é o prato mais falado pelas pessoas e aquele que mais conhecido e publicitado é! Comi vários tipos de Sushi e não tendo desgostado, tenho a dizer que não é nada do outro mundo! É essencialmente um cilindro  de arroz com um bocado de peixe(ou outra coisa) lá dentro, e cru, ou por cima! O arroz tem uma consistência que parece cimento-cola, mas não é desagradável atenção, tem de ser assim para ficar o dito...cilindro! Ah, e tem também um leve sabor ao vinagre! Depois, havia também o molho para molhar o Sushi...e eh pá, o molho é mau...é ruim...não gostei! Fraquissimo mesmo! O Sushi até se come, agora o molho, por Deus não!!! E não, não pensem que "Ah, menino não gosta porque é picante"...é que aquilo não é picante! É algo bastante estranho mesmo! O picante poderoso, Wasabi, ficará para uma próxima!

 

Depois em termos de comida mais "normal"...As sememe lhanças com a cozinha Chinesa são bastantes, o que é extremamente positivo sendo eu adepto dessa cozinha. O sistema do restaurante não permite identificar com precisão o que comi, pois funcionando num sistema de preço fixo e self-service, fiquei sem saber o nome das coisas que comi, mas desde de hóstias de camarão a frango(?) com um molho de sabe lá Deus o que com cogumelos e bambu, fiquei bastante agradado com o sabor desta cozinha. Mas muito ficou para experimentar diga-se!

 

Em suma, a experiência foi bastante positiva e aconselho vivamente a experimentarem! Baixem é um pouco a expectativa em relação ao Sushi, come-se é verdade...Mas não é nenhum manjar dos Deuses como muita gente afirma! Ainda que, possa haver Sushi mais bem confeccionado...e ser mais gostoso, mas ai faltam-me bases de comparação, pelo que de momento o Sushi é algo que me é indifirente, ao nível do leitão ou assim :P

 

A todos, um bem haja

música: Magic is Loose - Roger Taylor
sinto-me:

AOBTW TEAM
ONDE ESTARÁ...
 
Dezembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


O que andam a dizer
vc vende amigo 11 961956086 whatsapp
Cara, essa banda é uma das minhas favoritas, pena ...
slash o deus das guitaras
Adorei a comida e o restaurante
Pois, de facto, a verdade é que o tempo não abunda...
Às vezes pode acontecer a situação "Não há mais na...
Confesso que por vezes vejo, mas acredita que acab...
Dez anos depois, os Estados Unidos e o Mundo não r...
Bem, eu como fã adoro o post . O HP também me acom...
Saudações automobilisticas,Bem destes quatro carro...
blogs SAPO